O Bom Pastor:

Formação do Clero da Arquidiocese de Braga

23.1.07

«A Palavra para viver»: Bruno Forte (5)


5. A Igreja, criatura e casa da Palavra

Para nos tornar capazes de acolher fielmente a Palavra de Deus, o Senhor Jesus quis deixar-nos — juntamente com o dom do Espírito — também o dom da Igreja, fundada sobre os Apóstolos. Foram esses que acolheram a palavra da salvação e a transmitiram aos seus sucessores como jóia preciosa, guardado no inviolável cofre do povo de Deus peregrino no tempo. A Igreja é a casa da Palavra, a comunidade da interpretação, garantida pela condução dos pastores a quem Deus quis confiar o Seu povo. A leitura fiel da Escritura não é obra de navegadores solitários, mas deve ser vivida na barca de Pedro: o anúncio, a catequese, a celebração litúrgica, o estudo da teologia, a meditação pessoal ou em grupo, vivida também em família, a inteligência espiritual amadurecida no caminho da fé, são outros tantos canais que nos tornam familiares a Bíblia na vida da Igreja. É pois particularmente belo e fecundo meditar a Palavra segundo a distribuição que faz dela a liturgia de todos os dias, deixando-se guiar pela sua mão na exuberante floresta dos textos bíblicos. Acompanhados pela Igreja Mãe, nenhum baptizado deve sentir-se indiferente à Palavra de Deus: escutá-la, anunciá-la, deixar-se iluminar por ela para iluminar os outros é trabalho que diz respeito a todos, cada um segundo os dons que recebeu e a responsabilidade que lhe foi confiada, com a paixão missionária que Cristo pede aos Seus discípulos, sem excluir ninguém (cf. Mc 16,15: por isso quis na diocese uma Escola da Palavra aberta a todos!). Dos sacerdotes aos diáconos, dos pais aos catequistas, dos consagrados às consagradas, dos teólogos aos professores, dos membros das associações e movimentos a cada baptizado, jovem ou adulto, todos somos chamados a ser Igreja gerada pela Palavra que anuncia a Palavra: também tu!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home