O Bom Pastor:

Formação do Clero da Arquidiocese de Braga

20.1.07

«A Palavra para viver»: Bruno Forte (2)

(Caravaggio, S. Jerónimo, Igreja S. Luis dos Franceses, Roma)

2. Deus fala!

Somente Deus poderia romper o silencio dos céus e irromper no silencio dos corações: só Ele podia dizer-nos — como nenhum outro-— palavras de amor. Foi o que aconteceu na sua revelação, inicialmente ao povo eleito, Israel, e depois em Jesus Cristo, a Palavra eterna feita carne. Deus fala: através de acontecimentos e palavras intimamente ligadas, Ele comunica-Se a Si mesmo aos homens. Postas por escrito sob a inspiração do Seu Espírito, estes textos constituem a Sagrada Escritura, a morada da Palavra de Deus nas palavras dos homens. A palavra de Deus é o próprio Deus no sinal da Sua palavra! Essa participa do Seu poder: «Como a chuva e a neve descem o céu e não regressam sem ter irrigado a terra, sem tê-la feito fecundar e germinar, para que dê a semente ao semeador e pão para comer, assim será a palavra que sai da minha boca: não regressará a mim sem efeito, sem ter realizado o que desejo e sem ter cumprido aquilo pelo qual a enviei» (Is. 55, 10s). O termo hebraico dabar , traduzido habitualmente por «palavra», significa ao mesmo tempo palavra e acção: assim, os dez mandamentos são ditos em hebraico «as dez palavras» para indicar que exprimem simultaneamente as exigências do amor de Deus e a ajuda que Ele dá para os cumprir. O Senhor diz o que faz e faz o que diz. No A.T anuncia aos filhos de Israel a vinda do Messias e a instauração de uma nova aliança; no Verbo feito carne realiza as Suas promessas muito alem do esperado. O Primeiro e o Novo Testamento narram-nos a história do Seu amor por nós, segundo um caminho com o qual Deus educa o Seu povo para o dom da aliança cumprida: o A.T ilumina-se no Novo e o Novo é preparado pelo Antigo! Como poderia a árvore do cumprimento existir sem a raiz da qual provém? «Se é santa a raiz, também o serão os ramos… Toma consciência de que não és tu que trazes a raiz, mas é a raiz que te traz a ti» (Rom. 11, 16 e 18). Por isso, discípulos de Jesus, amamos as Escrituras que Ele mesmo amou!

1 Comments:

  • Olá, amigo. Sua matéria já tem um link na página da Família de Nazaré (http://familianazare.blogspot.com), na seção "Novidades em outros blogs".

    Essa seção se dedica a colocar manchetes interessantes das novas postagens em outros blogs. Acompanhe o que se passa nos blogs católicos por lá!

    P.S. Não precisa aprovar esse comentário, pois não tem interesse geral. É apenas um comunicado a você, já que não sei seu e-mail.

    Em Cristo,

    Danilo.

    By Blogger Danilo, at 4:06 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home