O Bom Pastor:

Formação do Clero da Arquidiocese de Braga

19.1.07

«A Palavra para viver»: a Sagrada Escritura e a beleza de Deus

(Ilda David', No princípio...Gn 1,1, 2006)

«A Palavra para Viver» é a nova carta pastoral que o Bispo Bruno Forte escreveu para o Ano pastoral de 2006/2007; tem por subtitulo «a Sagrada Escritura e a beleza de Deus». Aqui fica, como mergulho nas águas profundas, perigosas e sedutoras da beleza e da palavra de Deus, a tradução, diária, de um número dessa carta.






«Tentemos perceber conjuntamente o que é a Palavra de Deus: se o perceberes verdadeiramente, com a mente e o coração, sentirás necessidade de escutar as palavras nas quais é o próprio Deus a falar-te, oferecendo-te luz para te conheceres a ti mesmo na verdade, sapiencia para discernires os sinais da Sua presença, força que te torne capaz de Lhe dizer, por outro lado, as tuas palavras de amor, que sejam voz da tua oração, confissão da tua fé humilde, canto no canto da Igreja inteira, que da palavra nasce e da Palavra é chamada a fazer-se testemunha até aos confins da terra».

A PALAVRA PARA VIVER A Sagrada Escritura e a beleza de Deus
Carta pastoral para o ano de 2006/2007

1. Porquê uma carta sobre a Palavra de Deus?

Pensei escrever-te uma carta sobre a Palavra de Deus porque estou convencido que na nossa sociedade complexa esteja a acontecer qualquer coisa semelhante a quanto vem descrito no livro do Profeta Amos: «Virão dias — diz o Senhor Deus— em que mandarei a fome sobre a terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de escutar a palavra do Senhor» (8,11). Reconheço esta fome na necessidade de amor que está em cada um de nós, homens e mulheres deste tempo «pós-moderno», cada vez mais prisioneiros das nossas solidões. Só um Amor infinito pode acalmar a espera que arde dentro de nós: só o Deus que é Amor pode dizer-nos que não estamos sós neste mundo e que a nossa casa está na cidade celeste, onde não haverá mais dor nem morte. «Daquela cidade -— escreve Agostinho— o Pai nosso enviou-nos cartas, fez-nos chegar as Escrituras, para que em nós se acenda o desejo de regressar a casa» (Comentário aos Salmos 64, 2-3). Se perceberes que a Bíblia é esta «carta de Deus», que fala mesmo ao teu coração, então te aproximarás a ela coma trepidação e o desejo com o qual o amante lê as palavras da pessoa amada. Então, o Deus, que é Pai e Mãe no amor, falar-te-á mesmo a ti e a escuta fiel, inteligente, humilde e suplicada de quanto Ele te diz saciará pouco a pouco a tua necessidade de luz, a tua sede de amor. Aprender a escutar a voz que te fala na Sagrada Escritura é aprender a amar: a Palavra de Deus é a boa nova contra a solidão! Por isso, a escuta das Escrituras é escuta que liberta e salva.

1 Comments:

  • Ora aqui está um belo "instrumentum laboris" para o Sínodo de 2008...

    By Anonymous Anónimo, at 2:39 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home