O Bom Pastor:

Formação do Clero da Arquidiocese de Braga

3.7.06

S. Tomé, apóstolo


(Caravaggio, «A Incredulidade de Tomé»)

Uma das obras mais comoventes do pintor italiano Caravaggio é a «incredulidade de Tomé». Tomé olha, aterrorizado, os sinais da morte de Jesus, enquanto este ajuda o dedo do apóstolo a entrar no seu lado aberto. O rosto de Jesus contorce-se de dores, como se ressuscitar custasse tanto como morrer. A dor do Ressuscitado, como o episódio de Tomé, recorda-nos que não se pode dar uma prova da existência do que é mais verdadeiro. O essencial não se prova. Acredita-se nele, nem que seja chorando.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home