O Bom Pastor:

Formação do Clero da Arquidiocese de Braga

29.7.06

A propósito do Evangelho de Domingo, um livro...









SEIS MIL ANOS DE PÃO
Heinrich Eduard Jacob











Tradução: José M. Justo
587 páginas, Ano da Edição: 2003











O pão está ligado à civilização ocidental há seis mil anos – desde os Egípcios, que o inventaram –, embora a epopeia dos cereais busque alimento na humanidade há quase quinze mil anos.
A história do pão assenta fundamentalmente no trigo e no centeio. O pão, no sentido técnico da palavra, é uma descoberta química – uma prodigiosa e extraordinária descoberta química do homem. Porque o pão, que faz viver o homem, só pode sobreviver pela mão do homem.
Este livro compõe um impressionante retrato das mutações tecnológicas e culturais, políticas, sociais, económicas e psicológicas, onde o pão entrou enquanto personagem e autor vivo da história.

Seis Mil Anos de Pão publicou-se pela primeira vez nos Estados Unidos da América, em 1944. Heinrich Eduard Jacob começou a reunir materiais para este trabalho em 1920, mas a investigação só foi completada no exílio americano, depois de 1939. A versão alemã que serviu de base à presente edição viria a ser publicada apenas em 1954, com algumas alterações substanciais introduzidas pelo autor.


1 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home